Saúde

Secretarias

Secretária: Deisi Aparecida Botter Fernandes

Endereço: Praça Indaia s/n Centro

Telefone: 62 3325-2033 / 62 99202-0925

Horário de Funcionamento: 08:00 ás 11:00 / 13:00 ás 17:00

Competências: Responsável pela elaboração e execução do Plano Municipal de Saúde, com isso é de sua responsabilidade promover o desenvolvimento da política de prevenção da saúde, assistência médica hospitalar e odontológica, responsabilizar pela vigilância sanitária, tudo subordinado a legalidade e competência. (Lei Municipal nº 1.083, de 04/02/2005).

 

 

Formação da Secretária: 

Graduação em Assistência Social - UNOPAR;

Pós-Graduado em Políticas Públicas - UNOPAR.

 

Perguntas Frequentes relacionadas a Secretaria de Saúde

A atenção básica ou atenção primária em saúde é conhecida como a "porta de entrada" dos usuários nos sistemas de saúde. Ou seja, é o atendimento inicial. Seu objetivo é orientar sobre a prevenção de doenças, solucionar os possíveis casos de agravos e direcionar os mais graves para níveis de atendimento superiores em complexidade. A atenção básica funciona, portanto, como um filtro capaz de organizar o fluxo dos serviços nas redes de saúde, dos mais simples aos mais complexos.

Há diversos programas governamentais relacionados à atenção básica/primária, sendo um deles a Estratégia de Saúde da Família (ESF), que leva serviços multidisciplinares às comunidades por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), por exemplo. Consultas, exames, vacinas, radiografias e outros procedimentos são disponibilizados aos usuários nas UBSs. NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família), SAD (Serviço de Atenção Domiciliar). Programa Brasil Sorridente, de saúde bucal; o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), que busca alternativas para melhorar as condições de saúde de suas comunidades.

 

  1. O que é Unidade Básica de Saúde?

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) são o principal local de atuação das equipes de Atenção Básica. A UBS é o que conhecíamos como posto de saúde.  É na UBS que o cidadão deve, preferencialmente, buscar atendimento como consultas médica com clínico geral, pequenas urgências, vacinas, curativos, etc.  Nesses postos de saúde, é possível  resolver cerca de 80% dos problemas que levam uma pessoa a procurar um serviço de saúde. É por isso que é chamada de porta de entrada do SUS. As UBSs estão a menos de 30 minutos de deslocamento de sua casa.

 

  1. O que é o NASF? Como é o funcionamento neste município?

O NASF é uma equipe composta por profissionais de diferentes áreas de conhecimento, que devem atuar de maneira integrada e apoiando os profissionais das Equipes Saúde da Família, das Equipes de Atenção Básica para populações específicas, compartilhando as práticas e saberes em saúde nos territórios sob responsabilidade destas equipes. 

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família de Rubiataba é composto de (01) psicólogo, (02) fisioterapêutas, (02) educadores físicos, 01 nutricionista. O NASF funciona 40 horas semanais, alternando os atendimentos às ESF’s (Estratégia Saúde da Família).

 

  1. O que é o SAD? Como é o funcionamento neste município?

Serviço de Atenção Domiciliar, composto de (01) Enfermeiro, (01) Médico, (02) Fisioterapêutas, (01) Assistente Social. O SAD funciona 40 horas semanais, alternando os atendimentos às ESF’s (Estratégia Saúde da Família). Destina-se a usuários que possuam problemas de saúde e dificuldade ou impossibilidade física de locomoção até uma unidade de saúde e que necessitem de maior frequência de cuidado, recursos de saúde e acompanhamento contínuo, podendo ser oriundos de diferentes serviços da rede de atenção, com necessidade de frequência e intensidade de cuidados maior que a capacidade da rede básica.

 

  1. Que atendimentos posso encontrar em uma Unidade Básica de Saúde?

 

Antes de qualquer coisa, pense na UBS como um lugar onde você pode obter orientações e atendimentos que buscam um tratamento integral: para promover hábitos saudáveis, receber orientações de saúde, prevenir doenças e recuperar a saúde caso tenha ficado doente. Na UBSs você pode cuidar de um urgência de baixa complexidade, pode tomar vacinas, pode ter acesso a métodos contraceptivos, e as gestantes podem realizar o pré-natal. Para quem já tem uma doença crônica, como diabetes ou hipertensão, a UBS oferece o acompanhamento necessário para o controle do seu estado de saúde, de modo que o seu quadro não se agrave. Também são realizadas nas UBSs consultas médicas com capacidade de resolver cerca de 80% dos problemas de saúde que levam as pessoas a procurar um serviço de saúde. São ainda realizadas inalações, injeções, curativos, coleta de exames laboratoriais, encaminhamento para especialistas e fornecimento de medicamentos gratuitos.

 

  1. Em quais casos não devo procurar uma Unidade Básica de Saúde?

 

Em casos de urgências graves, como atendimento a pessoas acidentadas ou um infarto, por exemplo. Nas UBSs também NÃO são realizados procedimentos como: cirurgias; consultas típicas de ambulatórios de atenção especializada como com o cardiologista e para tratamento de câncer; transfusões de sangue; realização de exames diagnósticos como raio x, teste de esforço, tomografia etc.

Mas, com exceção dos casos de urgência nos quais se deve buscar um serviço de urgência e emergência ou chamar o Serviço Móvel de Urgência (SAMU), é fundamental que a pessoa procure atendimento na UBS, pois é lá que sua equipe, seu médico, enfermeiro e dentista, irão identificar e avaliar sua condição e, se necessário, encaminhar-lhe para uma consulta especializada, para um exame ou mesmo uma internação.

 

Perguntas e Respostas relacionadas ao Núcleo de Vigilância Epidemiológica

 

  1. O que é Núcleo de Vigilância Epidemiológica?

É o componente da Saúde, que possui conjunto de ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva com a finalidade de monitorar o comportamento, a tendência, recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos, bem como, interromper a cadeia de transmissão.

As ações de vigilância epidemiológica são desenvolvidas de forma descentralizada nas unidades que compõem a rede de serviços.

O NVE trabalha com três grandes bancos de dados nacionais, continuamente alimentados: o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM); o Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC); o Sistema de Informação sobre Agravos de Notificação (SINAN).

 

  1. Quais as Competências do Núcleo de Vigilância Epidemiológica?
  2. Prestar apoio técnico às unidades notificantes da rede pública e aos serviços privados.
  3. Receber, consolidar e analisar os dados provenientes das unidades notificantes.
  • Divulgar fluxos e prazos para o envio de dados pelas unidades notificantes, respeitando os fluxos e prazos estabelecidos pela IV Regional de Ceres (São Patrício) e pelo Ministério da Saúde.
  1. Enviar dados à Regional de Ceres (São Patrício), observando os fluxos e prazos estabelecidos.
  2. Distribuir os instrumentos de coleta de dados do SINAN para as unidades notificantes.
  3. Avaliar a regularidade, completitude, consistência e integridade dos dados, para a manutenção da qualidade de base de dados.
  • Corrigir duplicidades, inconsistências e possíveis erros no SINAN.
  • Supervisionar as ações de notificação compulsória em nível municipal.
  1. Realizar avaliações epidemiológicas e operacionais em nível municipal.
  2. Reunir, organizar e divulgar informações epidemiológicas relativas ao Município.
  3. Organizar capacitações direcionadas aos profissionais das unidades notificantes.
  • Envio de alíquotas biológicas para o Laboratório Central Giovani Cisneiros (LACEN) – Goiânia – GO.

 

  1. Qual o horário de funcionamento das Salas de Vacinas dos postos do município:

De segunda-feira à sexta-feira – das 08:00 às 17:00

 

  1. Por que as vacinas BCG (Vacina contra tuberculose), Febre Amarela (Vacina contra febre amarela) e Tríplice Viral (Vacina contra sarampo, caxumba e rubéola) tem dias específicos para a abertura dos frascos?

São vacinas que após a abertura do frasco vencem em um determinado período de tempo.

Vacina BCG – duração do frasco aberto – 6 horas.

Vacina Contra Febre Amarela – duração do frasco aberto – 6 horas.

Tríplice Viral – duração do frasco aberto - 6 horas.

Ter um dia específico para a abertura desses frascos é uma forma encontrada para otimizar todas as doses contidas no frascos e não faltar vacinas à população.

 

  1. Qual o dia de abertura da Vacina BCG nos postos?

1ª Segunda do Mês                 PSF01, PSF 06

2ª Segunda do Mês                 PSF 02 e PSF 07

3ª Segunda do Mês                 PSF 03 e PSF 09

4ª Segunda do Mês                 PSF 04, PSF 05 e PSF 08

 

  1. Qual o dia de abertura das Vacinas FEBRE AMARELA E TRÍPLICE VIRAL?

Segunda          PSF01, PSF 06 e PSF 10

Terça               PSF 02 e PSF 07

Quarta                         PSF 03 e PSF 09

Quinta                         PSF 04

Sexta               PSF 05 e PSF 08

 

  1. .Quais são as reações adversas esperadas após vacinação, principalmente em crianças?

Entre os eventos esperados, podemos ter eventos relativamente triviais, como febre, dor e edema local, ou eventos mais graves, como convulsões febris, episódio hipotônico-hiporresponsivo em casos raros.

 

  1. O que fazer quando agredido por um animal, mesmo se ele estiver vacinado contra a raiva?

 

Lavar imediatamente o ferimento com água e sabão.

Procurar com urgência o Serviço de Saúde mais próximo.

Não matar o animal, e sim deixá-lo em observação durante 10 dias, para que se possa identificar qualquer sinal indicativo da raiva.

O animal deverá receber água e alimentação normalmente, num local seguro, para que não possa fugir ou atacar outras pessoas ou animais.

Se o animal adoecer, morrer, desaparecer ou mudar de comportamento, voltar imediatamente ao Serviço de Saúde.

Nunca interromper o tratamento preventivo sem ordens médicas.

Quando um animal apresentar comportamento diferente, mesmo que ele não tenha agredido ninguém, não o mate e procure o Serviço de Saúde.

 

Obs.: Após a consulta com um profissional será feita a notificação antirrábica e encaminhada à regional São Patrício para avaliação e liberação/ou não da vacina antirrábica.

A vacina antirrábica é liberada pela Regional de Saúde (São Patrício/Ceres) de acordo com a necessidade/gravidade do acidente, seguindo as normas e diretrizes do Ministério da Saúde.

 

 

 

Talitta Pollyana Ferreira Kobayashi

Enfermeira  - COREN 161528